Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Sporting é a paixão que nos inspira. Não confundimos competência com cultos de personalidade. 110 anos de história de um clube que resiste a tudo e que merece o melhor e os melhores de todos nós. Sporting Sempre


06
Abr17

O vício das queixinhas

por Krassimir

queixinhas.png

Após a saída de Jorge Jesus do Benfica e a sua confirmação como treinador do Sporting, o Benfica interpôs um processo a Jorge Jesus, reclamando uma indemnização de 14 milhões de euros, a qual representaria um euro por cada benfiquista (contabilidade em que devem entrar os nascidos, já falecidos e os que ainda estão por nascer…).

Todos nos recordamos de na época passada o Sporting ter vivido uma parte significativa dos jogos sob o espectro do castigo a Slimani, depois deste ter dado uma cotovelada a Samaris, numa partida com o Benfica, falta que não foi sancionada durante o jogo por Jorge Sousa. Muito se discutiu, primeiro se existia moldura para castigo ou sumaríssimo e depois qual seria o castigo a aplicar, após o Benfica ter feito queixa do Sporting.

Além disso, o clube rival fez também queixa de Bruno de Carvalho, por afirmações suas sobre Vítor Pereira em que dava a entender que este não era imparcial na sua actuação como presidente da APAF, facto que viria a resultar no castigo recente aplicado ao presidente do Sporting de 113 dias de suspensão.

Houve ainda uma outra queixa contra o Sporting, sobre Gauld e Geraldes e a sua saída do Vitória de Setúbal nesta época, num processo nada dignificante para o nosso clube e ainda hoje por explicar, denunciando a quebra de regulamento por parte do emblema de Alvalade, com base no ponto 5, do artigo 78.º, que no fundo impediria o termo do contrato de cedência.

Como se compreende, nos dois últimos casos, o Benfica nem sequer era parte directamente envolvida e mesmo assim decidiu fazer queixas do Sporting. Sem dúvida que isto coloca em causa a tese que é advogada pelos comentadores e paineleiros benfiquistas de que não se preocupam com o Sporting e que o Benfica tem uma postura pacificadora e que não provoca ninguém.

E perante isto o que fez o Sporting?

Além de dedicar grande parte da sua Comunicação e intervenções do seu presidente a falar do Benfica, respondeu à queixa contra Slimani, identificando cinco agressões dos jogadores encarnados sobre os seus jogadores e invocando ainda um empurrão de Jardel a Raul José.

Foram também elaboradas queixas sobre o caso dos vouchers que chegaram inclusive à UEFA.

Em Dezembro de 2015 fez queixa na Liga contra Rui Gomes da Silva, na altura elemento da direção do Benfica, Rui Costa, administrador da Benfica SAD, João Gabriel, então director de comunicação do Benfica e Benfica SAD, e Pedro Guerra pelas declarações que foram fazendo.

Mais recentemente, em fevereiro de 2017, foi feita queixa contra Rui Vitória devido à sua presença na flash interview da RTP, após a derrota com o Moreirense na final da Taça da Liga, depois de ter sido expulso já após o apito final.

E por fim, surgem agora sete queixas contra o rival, já depois da suspensão de BdC, no que parece ser uma resposta a esse castigo, envolvendo: 1) Agressão de Jonas a Nuno Espirito Santo, 2) Processo contra Samaris por agressão a Alex Telles, 3) Queixa contra Rui Vitória por palavras na Conferência de Imprensa, 4) Queixa contra Domingos Almeida Lima (nº2 do Benfica) por declarações no dia 23 Março em Abrantes, 5- Contra Luis Bernardo (director de comunicação) por causa do comunicado da gala das quinas de ouro, 6) Contra o Benfica por declarações antes dos jogos, 7) Queixa no IPDJ por causa do apoio do Benfica às claques não oficiais.

Não pretendendo que esta lista seja exaustiva, pois ainda existiram mais queixas, dá bem para entender ao estado de insensatez a que se chegou e talvez se comece a perceber a crispação que se vive actualmente no desporto em Portugal e em particular no futebol, que se calhar só irá parar ou atenuar-se quando ocorrer alguma tragédia. Só que normalmente nestes casos são os adeptos que sofrem a irresponsabilidade dos dirigentes, que acabam por assobiar para o ar enquanto vão imitando o imperador Nero, vendo Roma a arder, depois de a terem incendiado.

É tempo de dizer basta! Não vamos a lado nenhum desta forma. Obviamente que não há inocentes, mas começa a ser gritante a loucura de todos.

E naquilo que mais nos preocupa e nos envolve directamente, há uma grande falta de coerência. Como podemos ter um presidente que acusa o rival de querer ganhar o campeonato das queixinhas e depois produz sete queixas contra o Benfica ou elementos ligados a esse clube, ainda por cima envolvendo casos que ocorrem num jogo com o Porto, que não nos diz respeito e cobrindo situações que este clube nem sequer entendeu usar da mesma forma? O Porto, que é um clube grande, poderoso e com recursos, precisa que o Sporting seja seu advogado de defesa? Claro, que o que se pretende é atingir o Benfica, mas vale tudo para isso, incluindo a perda da nossa identidade e colarem-nos ao Porto e aos seus interesses?

E que vamos ganhar com isto? Esperamos que Jonas e Samaris sejam castigados e não joguem contra nós? A sério? Mas alguma vez a decisão seria dessa forma ou mesmo com a rapidez necessária para que isso acontecesse?

Claro que há adeptos que exultam com isto e vêm com a máxima de “olho por olho, dente por dente”. Pois, se calhar o resultado disto é ficarmos todos cegos e desdentados… e o pobre futebol português lá vai cada vez mais perdendo competitividade e prestígio.

Queremos ser diferentes e contribuir para a elevação ou achamos que temos de jogar ainda mais baixo do que o rival? Queremos ser selectivos, atacar de forma inteligente e vibrando golpes certeiros, salvaguardando os nossos valores e a nossa diferença ou o que interessa é disparar para todos os lados, desvalorizando o peso da nossa palavra e das nossas acções? Queremos ser os espalha-brasas do futebol nacional, ou pretendemos dar um bofetada de luva branca nos rivais deixando-os sozinhos na lama e atacando-os de uma forma bem mais eficaz?

E por fim… onde nos tem levado esta guerra feita de forma cega e sem estratégia de fundo, sem que se arranjem aliados que nos possam suportar e sem consolidar o clube e a sua voz no desporto? Será este o caminho? Ou pretende-se apenas desviar as atenções daquilo que verdadeiramente interessa, que é a competitividade da nossa equipa, a constituição do plantel e a forma como se vai preparar a próxima época, enquanto continuamos alegremente a coleccionar derrotas dentro e fora do terreno de jogo?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Joao Gil a 07.04.2017 às 10:02

Não sei se viu ontem (06abr2017) o programa de debate desportivo na TVI, em que intervieram Carlos Janela (o autor praticamente confesso da "cartilha benfiquista") e os comentadores Jaime Antunes (SLB) Hélder Amaral (SCP) e Francisco José Viegas (FCP).
Muito claro e elucidativo de onde vêm os ataques, a incitação ao ódio e à violência contra o Sporting e o seu presidente. Cuidado com a mansidão. Essa levou-nos a 30 anos de derrotas e de quase aniquilação do panorama futebolístico português. Não se esqueça que aquilo que o Benfica quer mesmo, e não esconde de ninguém usando todos os meios e dinheiros ao alcance para o conseguir, é tão simplesmente a aniquilação desportiva e social do Sporting Clube de Portugal. É uma questão de mercado, de negócio e de concorrência. E a do SLB está a revelar-se desleal, mafiosa, corrupta e corrompida em todos os aspectos que tem a ver com a ética e com a disputa dos desafios e dos resultados em igualdade de circunstâncias. Não se trata de nos distrairmos do caminho, trata-se de não sucumbir a uma guerra sem tréguas é poderosíssima nos meios utilizados, movida por um clube (o SLB) que hoje é um um inequivoco e comprovado inimigo do Sporting, inimigo da concorrência e dos adversários que tem de enfrentar em campo. Cuidado com a mansidão. Mais 30 anos de subjugação e afastamento do Sporting da competição por força da acção mafioso a que se assiste todos os dias de todos os quadrantes e o Sporting bem poderá enfiar a viola no saco e dedicar-se a vender gelados na praia de Carcavelos que no futebol não terá lugar. Será aniquilado, se não reagir e não combater a mafia, o compadrio e a corrupção que grassam em todos os quadrantes do futebol em Portugal. o que se passa é uma vergonha, e perigosos e quer acabar com o Sporting. Eu sou Sportinguistas e não aceito mais 30 anos de corrupção, agora Benfiquista, antes Portista, e antes disso se calhar também Sportinguista. Não pode ser. Tem de se combater esta competição aboletamento corrompida e corrupta que é hoje o futebol (português) de que o SLB é hoje o primeiro actor, principal protagonista e principal veículo. Mansidão, não obrigado. Se não fomos lá com Figo, Balakov, Yordanov, Sá Pinto, Amunike, Valckx, Marco Aurélio, Peixe, Joao Mario, Slimani, Adrien, Bas Dost, Rui Patricio, e tantos grandes jogadores que passaram pelo Sporting nos últimos 30 anos, quando éramos os melhores e tínhamos a melhor equipa, não foi só azelhice nossa.
Imagem de perfil

De Krassimir a 07.04.2017 às 14:59

Boa tarde.
Não vi e faço o possível por evitar esse tipo de programas. Acho que estes programas de paineleiros são um dos cancros do nosso futebol. Se ninguém visse, as cartilhas perdiam muita da validade, se bem que continuavam a sobrar as que provavelmente são enviadas para alguns jornalistas.
Eu não advogo mansidão. Defendo é em primeiro lugar que nos mantenhamos leais aos nossos valores. Não foi a defesa dos nossos valores que nos valeram 30 anos de (quase) jejum. Foi incompetência e o domínio das estruturas do futebol português por parte do Porto e ultimamente mais por parte do Benfica. O que eu acho é que não é através do aumento da crispação, da gritaria, dos extremismos que vamos lá. Repare como faz o Porto... tenta responder de forma mais seletiva. Onde nos levam posts diários a falar do Benfica, dos seus comentadores e de tantas figuras menores que só têm projecção graças ao destaque que lhes damos? Ou será que não seria mais válido trabalhar por uma mais justa repartição das receitas do futebol português com clubes mais pequenos, criando sinergias com os mesmos, em vez de andarmos permanentemente em conflito, por exemplo? Onde vamos isoladamente? Estamos a conseguir alguma coisa com isto? Sinceramente não me parece. Há que ser mais inteligente que isto. SL
Sem imagem de perfil

De Francisco Silva a 08.04.2017 às 20:15

"não aceito mais 30 anos de corrupção, agora Benfiquista" Onde está a corrupção Benfiquista? Vamos ser sérios e não lançar insinuações fáceis e cobardes. Factos? Fundamentos? Claro que não há. E não há porquê? Porque não há corrupção. Benfica e Sporting são clubes sérios onde não existe corrupção. Já no FCPorto, devido ao que ficou provado num passado recente, abstenho-me neste momento de avaliar.
Sem imagem de perfil

De V.T. a 07.04.2017 às 10:19

Excelente comentário, haja alguém a tentar acalmar os ânimos.
Mas que o vosso presidente é um incendiário ninguém o pode negar, tem provocado o Benfica desde que entrou para a presidência do Sporting, muito tem feito Luís Filipe Vieira para apaziguar as coisas, mas quando passam para a ofensa e a tentativa de achincalhar o nome do Benfica, este tem de se defender e a verdade ser reposta. Embora lhe dê os parabéns pelo comentário, há uma parte que não concordo, o Senhor dá a ideia que a vitima é o Sporting, quando de vitima nada têm.
O Sporting, devido ao tipo de pessoas que actualmente presidem o clube, tornou-se no principal responsável pelo actual estado do futebol português!
Imagem de perfil

De Krassimir a 07.04.2017 às 15:03

Caro amigo, não concordo minimamente consigo que LFV tem feito tudo para acalmar os ânimos. Ele apenas não se envolve diretamente, mas tem uma rede de colaboradores que faz esse "trabalho" por ele - ainda agora se viu isto com esta questão do Janela. O Sporting tem respondido na maioria das vezes a provocações, mas de forma que até parece que é o nosso clube que iniciou as questões e o nosso presidente não se tem preservado neste processo. Mesmo nesta questão das queixinhas se vir bem o histórico, há muito que o Benfica também o vem a fazer e até terá iniciado o processo. Acho e defendo que era bom que isto parasse de parte a parte. Para que se pudesse ir ao futebol em paz, que ganhasse o melhor em campo e claro que cada um tem as suas preferências, como é legítimo.
Sem imagem de perfil

De Telmo Luz a 07.04.2017 às 11:23

Bom dia.

Sou benfiquista e com mt orgulho e acho q ser rival n nos faz inimigos já que como eu sp defendo tenho bons amigos de todos os clubes possiveis (graças a Deus).
E concordo em pleno com o q explanas acima, pq esse ambiente só conspurca o campeonato. Eu quero ganhar, dentro do campo, com golos, com espetaculos, lutando até o fim. O resto? Para vender jornais e por outros motivos q nós, simples adeptos nem sabemos e nem vamos saber.

Por isso, permita-me aqui dizer q apesar de rivais, concordo contigo e q daqui a duas semanas , o nosso jogo se faça apenas dentro de campo(n vai acontecer mas olha, eu gostaria q sim).


PS: Eu fui ao Benfica Porto, e juro q qs q pensei q estava entrando na Siria ou algum outro país em guerra. E ainda dizem q querem valorizar e vender o campeonato lá fora..
Imagem de perfil

De Krassimir a 07.04.2017 às 15:10

Sem dúvida. Cada um tem direito a ter o seu clube. Mais: se não existissem rivais, ou se desaparecessem qual o interesse do nosso campeonato? E os casais de namorados ou grupos de amigos de clubes diferentes não podem ir ver futebol juntos? Não é suposto ser uma festa? Nunca o fanatismo e os ânimos estiveram tão acicatados. Culpa dos dirigentes e sobretudo destes programas de paineleiros que são um tributo à imbecilidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.04.2017 às 17:25

Hoje ninguém quer valorizar e vender o campeonato lá fora. Nem cá dentro e basta ver as assistências excepto os três grandes, quanto mais lá fora. Para tal acontecer era preciso gente com muito mais nível à frente dos clubes. E sobretudo um Estado que olhasse para o estado a que chegou a mafia do futebol, por uma questão de valores, inclusive materiais pelo aumento de receitas, em vez de governantes cheios de medo com o número de votos em questão. A Liga nacional não chega sequer a merecer uma selecção nacional campeã da Europa. E começo logo por falar do Sporting. Quantos sportinguistas apoiaram a selecção antes do Euro? Muito poucos. Depois descobriram os Aurélios...
Imagem de perfil

De Krassimir a 09.04.2017 às 16:18

Penso que todos devemos fazer o possível para que o futebol português evolua, tenha mais clubes competitivos e que os espectáculos melhorem. Os dirigentes têm de dar o exemplo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.04.2017 às 10:00

Os dirigentes são o maior cancro do futebol português. Mais uma vez, a começar nos três grandes. Que são os únicos responsáveis, só para citar um exemplo, de não ser possível uma muito melhor redistribuição dos direitos televisivos. Até porque os três grandes têm muitas mais fontes de receitas. E como é óbvio quanto mais competitividade melhor campeonato. E como o futebol hoje é dinheiro... Depois ainda há algo muito mais grave. A forma como se comportam hoje as Direcções dos três grandes e também aqui deviam servir de exemplo. E ao invés, fazem de tudo para afastar muita gente do futebol. Em contrapartida as televisões fartam-se de ganhar dinheiro com tanto lixo. E os clubes ainda se queixam...
Sem imagem de perfil

De Pedro a 07.04.2017 às 13:46

Como benfiquista que sou mas acima de tudo um verdadeiro apreciador de desporto, competitividade e fair-play, dou-lhe os parabens pela lucidez dos comentarios. Faz falta parar com o clima de conflito e os dirigentes tem que assumir responsabilidade nisso. Neste caso n~ao ha inocentes, nem bons nem maus...infelizmente. Cumprimentos e saudadacoes desportivas!
Imagem de perfil

De Krassimir a 07.04.2017 às 15:11

Concordo plenamente amigo. As maiores felicidades pessoais para si! Fazem falta pessoas com esta postura, que saibam respeitar os adversários e rivais. Obviamente que só podem merecer o mesmo em resposta.
Sem imagem de perfil

De Dylan a 07.04.2017 às 14:43

Eu, como benfiquista, também tenho que criticar o meu clube por causa das queixinhas. Isto só serve para acicatar os adeptos e afastá-los do futebol.
Imagem de perfil

De Krassimir a 07.04.2017 às 15:15

Ora nem mais. Que se pare com esta loucura e se dê lugar aos verdadeiros artistas!
Imagem de perfil

De Edmundo Gonçalves a 07.04.2017 às 17:06

Meu caro Krassimir, advoga portanto o meu amigo que o que se deve fazer, é deixar o Benfica isolado lá com as vigarices deles, com as queixas deles, com os vouchers deles e com as vitórias deles consequência das vigarices deles, das queixas deles e dos vouchers deles.
Quanto a nós, de luva alva e limpa, seguiremos alegremente brandindo enérgicas bofetadas de algodão. Até a luva se romper de tanta peleja.

Ainda assim, quero relembrar-lhe que o futebol já anda a arder há algum tempo. Ficou-lhe mal ter esquecido um seu consócio assassinado no Jamor, nesta prosa. Não fossem as luvas e eu diria que estaria a branquear o acontecimento. Admito contudo que como não foi um adepto do Benfica a ser assassinado por algum queixinhas dos nossos, lhe tenha simplesmente passado...

SL
Imagem de perfil

De Krassimir a 09.04.2017 às 16:26

Bom, então segundo o meu caro Edmundo Gonçalves, o Sporting deve bater nos árbitros, insultar tudo e todos, falar diariamente contra os rivais, mesmo em situações menores, como discursos de comentadores ou paineleiros mais ou menos anónimos e dar-se mal com todos os clubes... não foi isso que o meu caro amigo disse? pois, eu também não disse o que me aponta, portanto fica equilibrado.
Onde é que viu na minha intervenção apelo à passividade e a sermos amorfos? O que não me parece razoável nem útil é fazermos queixas de situações que não nos envolvem e até dizem respeito a outro rival (o Porto) que é suficientemente crescido para responder ou se queixar... o que não me parece razoável é acusarmos os outros de quererem ganhar o campeonato das queixinhas e logo a seguir fazermos 7 queixas... o que não me parece produtivo é andarmos a incompatibilizarmo-nos com vários clubes, emprestarmos jogadores e depois retirarmo-los de lá sem qualquer benefício para nós ou sobretudo para eles, como aconteceu com o Gauld e Geraldes. É que é neste equilíbrio e nas (boas) relação com os outros clubes que o Sporting tem de se saber posicionar. Quanto ao nosso adepto assassinado, vou ignorar a sua última frase que considero uma insinuação de mau gosto, despropositada e insultuosa e vou-lhe responder apenas que obviamente foi um escândalo, uma vergonha, que ainda hoje há elementos dessa claque que imitam silvos de very-light, mas que não era esse o foco deste post. E já agora foi um ato assassino e bárbaro, que não teve origem em declarações de dirigentes mas no facto do referido indivíduo ser um marginal e um assassino. Se calhar houve mais um milhão de assuntos que não foquei sobre o futebol português. As minhas desculpas por não o ter conseguido.
Imagem de perfil

De Edmundo Gonçalves a 09.04.2017 às 22:42

Não retire conclusões precipitadas do que eu escrevi, meu caro.
Por mim estamos apresentados.

SL
Imagem de perfil

De Krassimir a 10.04.2017 às 07:28

Devolvo o comentário. Não fui eu quem alterou os factos...se acho que estamos apresentados, também não vou contrariá-lo. SL
Sem imagem de perfil

De João a 07.04.2017 às 20:13

Sou apreciador de bom futebol e tendencialmente Benfiquista. É raro comentar algo sobre futebol, nas não posso resistir a dar os parabéns pelo que já foi escrito. Permitam-me lembrar algo que ocorreu na minha meninice, há 50 anos. Tinha então, como vizinho, um casal com três filhos e ao Domingo havia sempre alguma confusão, lá em casa, porque todos tinham o seu clube predilecto e só havia um rádio para ouvir o relato. Para ultrapassar tal situação, o dono da casa, resolveu comprar mais 4 rádios, todos iguais, e desde então os Domingos passaram a ser mais serenos. Então era possivel conviver no mesmo tecto apesar da clubite bem vincada. Na minha opinião, os comentários agressivos e comentadores menos escrupulosos, na maior parte das vezes, acicatam os ânimos e incendeiam a liberdade de opinião. Também tenho a impressão que a sociedade só dará importância a esses comportamentos quando acontecer algo de muito mau.
Imagem de perfil

De Krassimir a 09.04.2017 às 16:28

Isso é verdade e a loucura está instalada. Não apenas no futebol, mas na sociedade. Basta ver os "diálogos" e comentários que ocorrem a todo o momento nas redes sociais, para o perceber.
Imagem de perfil

De jabeiteslp a 07.04.2017 às 20:25

Pelos comentários
até parece que a verdade
já não é Liberdade...

Força Bruno
que o COLINHO
é só pra bebés de Xuxa
não pra Graúdos de prepotência e Azevinho
tão MANEIRINHO...
Imagem de perfil

De Krassimir a 09.04.2017 às 16:29

Um poeta? Confesso que tive alguma dificuldade em perceber o alcance da sua escrita, mas continue.

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D