Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Sporting é a paixão que nos inspira. Não confundimos competência com cultos de personalidade. 110 anos de história de um clube que resiste a tudo e que merece o melhor e os melhores de todos nós. Sporting Sempre


20170219.jpg

 

Vem o título na sequência do pós-jogo. Saindo das bancadas, nas escadas, nos acessos, nos bares, nas roulottes, nos restaurantes, nos trasnportes, ..., até nos WC... Novos e velhos. Mulheres e homens. Todos de acordo. O Sporting ontem não jogou absolutamente nada!

 

Será uma questão dos soldados? Em duas posições, sim, claramente. Mas sobre os laterais defensivos já tanto se falou que as suas más exibições já se tornaram uma "aceitável normalidade". Quanto aos demais, um dos melhores guarda-redes do Mundo, bons centrais, excelentes médios centro, um furacão na direita e um matador na área. A isto soma-se a tendência crescente de Alan Ruiz e a experiência de Bruno César ou Bryan Ruiz.

 

Sobre a baliza, voltarei no final. Na defesa a aparecer a novidade Paulo Oliveira, mostrando que o Sporting não está refêm da habitual dupla titular e de eventuais oscilações de forma. No meio uns bastante menos inspirados William e Adrien a demonstrarem que, se quem de direito assim o decida, a boa surpresa que foi Paulo Oliveira na defesa poderia ser extensível mais à frente com Palhinha e Francisco Geraldes. Na direita Gélson a mostrar que "é um que não engana", não sabe jogar mal, mesmo em noite menos inpirada consegue compensar com mais trabalho. Bruno César algo apagado, mas algo compreensível quando falamos do jogador que esta época "passeia" entre posições. Alan Ruiz a marcar, mais uma vez. Um jogador claramente em crescendo. Na frente Dost desta vez não marcou, mas sem a bola lhe chegar... só por telecinese.

 

Será uma questão do general? Que dizer quando os tijolos e o betão são de boa qualidade mas a parede cai...? Claramente o que falta a este Sporting (para além dos laterais...) é uma ideia de jogo. Uma! É incompreensível como um treinador que ganha o vencimento de Jorge Jesus não consegue tirar melhor rendimento dos jogadores que tem á sua disposição. O Sporting a nível defensivo causa frequentemente calafrios aos seus adeptos, muito pela actuação dos seus laterais. O Sporting a nível ofensivo não consegue em 90 minutos uma transição de bola pelo meio. Uma! É sofrível! Já se justifica a intenção de despedimento de Pedro Madeira Rodrigues, não por uma questão de "honra", mas por mau desempenho.

 

E que esperar de declarações deste general? O costume... Não só nunca assume o que corre mal, como consegue ainda ter desculpas mirabolantes como «boas equipas são aquelas que ganham sem jogar bem». E eu que pensava que uma boa equipa era aquela que jogava bem e ganhava. Jogos e títulos... Tenho evidentemente de reaprender estes conceitos para me adaptar a esta outra dimensão. Como no Fringe.

 

Aliás, só a Teoria Multidimensional para explicar as assistências anunciadas em Alvalade. Estavam lá mesmo os 40 mil... Só que 5 mil estavam noutra dimensão. Será que nessa dimensão o Sporting jogou melhor? Será que nessa dimensão temos defesas laterais decentes? Não perca o próximo episódio...

 

Termino com a baliza. Obrigado Rui Patrício! 400 vezes obrigado! Obrigado pelos 3 pontos ontem! Obrigado por seres um Leão! Obrigado por nos encheres de orgulho, com o Leão Rampante ou com as Quinas! És Grande!

 

Só lamento ver uma ou outra pessoa, sempre dispostos a aplaudir uma figura secundária como Bruno Carvalho, a pouparem as palmas das mãos nos aplausos ao Rui. Mas sobre estes já falei outro dia. Chega de dar protagonismo a quem não merece qualquer consideração. Chega.

 

Volto ao Rui! Esse sim, merece todo o protagonismo! É com estes Leões que se ganham títulos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Ivaylo a 20.02.2017 às 13:19

Caro Anónimo,

Discordo em relação à avaliação individual. Patrício, Coates, Rúben Semedo, William Carvalho, Adrien Silva, Gélson e Dost têm muita qualidade. Provavelmente todos seriam titulares nos rivais.

Sete jogadores. Cinco da formação. Duas contratações de montantes elevados (vencimento incluído). Quando olhamos para as coisas nesta perspectiva "salta à vista" o que devia ser a estratégia para a composição do plantel...

O, na opinião do próprio, melhor treinador do sistema solar e arredores não consegue uma melhor omelete com estes ovos?!

SL

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D