Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Sporting é a paixão que nos inspira. Não confundimos competência com cultos de personalidade. 110 anos de história de um clube que resiste a tudo e que merece o melhor e os melhores de todos nós. Sporting Sempre


10
Jan17

1.jpg

 

 

Afinal José Eduardo Bettencourt não cometeu qualquer “crime” durante a sua gestão. Como não cometeram quaisquer imprudência os três sócios processados, os jornalistas, enfim, tanta gente que foi parar à vara da Justiça processada por um lunático que tinha um único objetivo: criar a ideia de salvador de uma casa que não estava a necessitar da sua ajuda. E agora paga o Sporting a diarreia mental de um louco.

Hoje, é evidente que vivemos uma grande mentira. Desde as contratações falhadas às centenas, desde as dispensas desses mesmos jogadores a custo zero, os despedimentos de funcionários, o caso Marco Silva, a paranoia da Doyen, enfim, tantos são os casos que um Clube Empresa da dimensão do Sporting não se pode rebaixar ao nível do pato bravo com a carrinha da obra bloqueada no parque de estacionamento.

E esta é a verdade dos factos, hoje continuamos a não vencer como no passado recente, ou melhor, vencemos ainda menos, mas temos mais gastos, menos qualidade na formação, um treinador no top dos mais bem pagos do mundo, um plantel deficitário, um aumentar do passivo galopante, e claro, um Clube dividido, fraturado, descontente, desconfiado, e num autentico clima de guerra civil.

As eleições serão em Março, até lá o circo será digno de uma avaliação sem precedentes. Depois da birra com o Setúbal, agora estamos a cavar a eterna birra com a arbitragem, pena que se lute no conforto do sofá e nas redes sociais, e que nos órgãos de decisão continuemos a ser gozados e sem qualquer voz credível que se faça ouvir. Curioso que, Dias Ferreira, sempre gritou bem alto que era nesses locais que o Sporting deveria ganhar poder. Pois é aí que se ganham campeonatos. Curioso que hoje estamos ainda mais fracos que o passado recente nesse capítulo, e curiosamente, ou não, Dias Ferreira apoia esta direção. Hábitos do passado que não mudam.

Mas voltemos às auditorias de gestão que, como sempre o afirmamos, deram origem a um real nada. Foi feito um autêntico auto de fé a todos os antigos de dirigentes. Foi criado este clima de divisionismo propositadamente, dividiu-se para reinar, e claro, sem direito a contraditório, todos foram facilmente acusados. Agora começa o processo inverso, o pedido de desculpas, o tentar limpar a cara da borrada monumental que foi feita.

É realmente de muito baixo nível e de gente sem caráter partir para este tipo de atuações. E se todos eramos a favor da Auditoria de Gestão em 2013, agora todos a devemos implorar e gritar por ela para auditar esta Direção. Existem processos muito dúbios, nomeadamente no aumentar loucamente o orçamento das modalidades, que nada ganham ao exemplo do passado, o aumentar loucamente o orçamento do futebol, que ganha muito menos que no passado recente, e claro, os honorários e comissões que tanta gente quer realmente descobrir e esclarecer.

Sobre Bruno, que sempre se pautou por ser um paladino da transparência, aguardemos que tenha a coragem que sempre se vestiu para avançar com essa Auditoria. Seria interessante avaliar e acabar de vez com os mitos sobre o Costa Aguiar, Nelson Almeida, e comissões ganhas por vários dirigentes e outros agentes na contratação de jogadores.

Até à data das Eleições muita tinta vai correr, muito se vai esclarecer, e quem sabe, esperamos todos que não, a Polícia Judiciaria e o Ministério Publico podem entrar em cena.

 

O maior espetáculo do mundo já começou!

Autoria e outros dados (tags, etc)


editado por Ivaylo a 25/2/17 às 12:15


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D